segunda-feira, 5 de outubro de 2009

A Capital Grega




11, 12 e 13 de Setembro de 2007

No nosso último trecho de viagem de navio, Mykonos -Athenas, tivemos um surpresa bem agradável, sentaram ao nosso lado um casal Grego, lá com seus 60 anos, quando eles se acomodaram não gostamos muito pois tivemos que nos "espremer", mas como o navio estava bem cheio, isso era inevitável, tava calor e não parava de encher de gente, até que o Sr. vira e pergunta para o Edison se o português que estavamos falando era de Portugal ou do Brasil, falou assim mesmo em português, fiquei passada quando ouvi ele falando nossa lingua, nunca ia imaginar um grego falando português.
Acabamos fazendo amizade com eles e batemos bons papos o resto da longa viagem. Chegando em Athenas, fomos recebido por mais um simpático e prestativo Grego, era nosso segundo anfitrião do couchsurfing. Ele foi nos buscar na estação de metro próximo a casa dele,o nome da estação é Agios Eleftherios, e ele nos explicou que Agios, que tanto vemos por aqui na Grecia, signifca Santo.

Depois de nos acomodar no apê, ele nos levou para jantar num restaurante também próximo a casa dele que fica perto do centro mas num bairro residencial. O restaurante não era turístico, ele nos ajudou com o pedido, comi uma salada grega, o edison um espetinho de porco tudo acompanhado de pão com tzatziki, como estavamos com um legítimo grego na mesa foi servido água gratuitamente e as porções foram das maiores que já comemos bem diferente dos restaurantes turístico.

No dia seguinte saimos bem cedo para passear. Nosso anfitrião indicou como chegar até a Acrópole, simples só pegar o metro, descemos praticamente na porta do sítio arqueológico "Ancient Agora" pudemos observar as ruinas com mais de 2500 anos, local onde funcionava o coração da cidade, era onde acontecia as eleições, debates políticos, competições atléticas etc. Por lá também tem um museu com objetos encontrados nesse sítio arqueológico. Dali pegamos uma "trilha", uma bela subida com pés de romãs pelo caminho, que nos levou até a Acrópole, esse nome na verdade era dado a todas as construções no alto da cidades, feitas para ser um tipo de forte, e cuidar de toda a cidade, por isso fica num ponto bem alto, com uma bela vista lá de cima.


A primeira parada para foto e observação foi no anfiteatro de Dionísio,que ainda funciona para grandes apresentações cabendo milhares de pessoas, possui acústica perfeita. Um pouco mais de subida e chegamos no Pathernon, uma das construçoes mais duradoura da Grecia. Boa parte estava sendo restaurado.Observamos também o templo de Athena Niké, e o Erecteion, com as famosas "Cariátides", com esculturas femininas no lugar de colunas, era um templo para as atividades sacras.
Depois de várias fotos, começamos a descer, saimos em Plaka, o centro de Athenas, várias ruazinhas com milhares de lojas, com souvenirs, roupas etc. Conhecemos também o mercado de pulgas de Monastirack.

Mas tarde visitamos o Parlamento Grego e assistimos a troca da guarda, achei um barato, a começar pelas roupas dos guardas que são as mesmas usadas pelos soldados na época da guerra contra os Turcos. São saias pregueadas, um sapato bem esquisito com um pompom na ponta e preguinhos na sola, tipo dos da dança de sapateado, que conforme eles andam e batiam os pés, faz um barulho. A troca acontece de hora em hora,e incrível chegamos na hora certa. Tem todo um ritual a ser cumprido, eles fazem quase uma dança. tinhamos filmado mas perdemos o video uma pena.Um dia de Athenas dá para conhecer praticamente todos os principais pontos turístico. Nesse dia andamos mais de 12 horas, ficamos encardidos, pois a cidade, principalmente na Acropole, tem muita poeira.

No dia seguinte demos uma andada por um bairro não muito turístico chamado Kalethea, queria achar um restaurante Brasileiro, que depois de muito andar, achamos, mas estava fechado.

A noite nosso Anfitrião, nos levou para tomar uma cerveja, num lugar bem legal, o bairro chama-se Gazi onde ficava uma antiga fabrica de gás, hoje as industrias se transformaram em restaurantes, boates, com decorações modernas, um lugar cheio de artistas.
Saimos de lá bem em cima da hora para pegar o último metro, o da meia noite, para então pegar o ônibus que nos levou até o aeroporto. Embarcamos para Budapeste, mas antes passamos uma noite inteira no aeroporto. O ruim é que não tem muitos assentos, cadeiras nos saguões, o que tinha de gente literalmente acampando no chão...

2 comentários:

Mãe Mochileira,filho malinha.. disse...

Olá!oba,mais relatos de viajantes,adoooorooo! :-D
obrigada pela visita no blog e pelo comentario! é..se for recomendado a n levar como um alerta,é até legal..pois tem pai que "solta" mesmo os filhos e nem repara no que o filho ta aprontando...rsrssr..o que acaba sendo até perigoso para eles mesmos..mas proibir é fogo! ;-)
obrigada pelo comentario!Visite a gente sempre que quiser!Beijos e Boa semana! ;-)

Mãe Mochileira,filho malinha.. disse...

Oiii..e de novo..puxa,muito obrigada pela indicação da agencia..vou la agora mesmo no site dar uma olhada!! obrigada de verdade..tomara qu de tudo certo na nossa viagem... vc tem outro blog? posso continuar me comunicando c vc atraves deste mesmo??
beijosss,otimo fim de semana!!
;-)